Letreiro móvel superior

8/recent/ticker-posts

Repercutiu na semana | Lideranças políticas participam da Frente União por Jaboatão



Representantes de partidos e movimentos sociais marcaram presença no lançamento da "Frente União por Jaboatão", que ocorreu na última quinta-feira, 31. O ato, realizado no dia em que Anderson Ferreira (PL) deixou o cargo de prefeito para disputar o Governo de Pernambuco, teve o objetivo de reunir lideranças para reforçar oque classificaram como  "descaso deixado no município".

O encontro contou com a participação de representantes dos partidos: PCdoB, PT, PSB, MDB, União Brasil, Republicanos, PSD, Rede e PRTB, além do Movimento Popular Jaboatão Que Nós Queremos.

O ex-vice-prefeito e ex-procurador do município, Joaquim Barreto, criticou o "abandono da gestão" na área de esportes, a exemplo da demolição do Estádio Jeferson de Freitas, situado em Jaboatão Centro, para a construção de um parque. Contudo, ele ressaltou que não foi cumprido o compromisso de construir um novo equipamento.

"Anderson Ferreira escondeu o seu apoio ao presidente Bolsonaro durante muito tempo e, agora, foi intimado. Os dois dois são do partido PL, são responsáveis pela demora da chegada da vacina contra a Covid-19 e pela alta dos preços da gasolina. Precisamos continuar unidos para salvar a nossa cidade", disparou o presidente municipal do PCdoB, Thiago Modenesi.

O ativista político, popularmente chamado de "Chicote de Painho", destacou que a data marca o último dia da Família Ferreira no município. "Hoje, é motivo de alegria. Cada liderança política tem a responsabilidade de explicar para que o jaboatonense e o pernambucano saibam quem é Anderson Ferreira. Vamos dar um basta que começa a partir desta data", afirmou.

Já o vereador Márcio do Curado ressaltou a mobilização dos jaboatonenses para fazer com que o ex-prefeito e pré-candidato a governador "seja derrotado no município que ele destruiu". "Chegou a hora de convocar a população e mostrar que Anderson Ferreira só fez mídia. A gente sabe que esse câncer que foi instalado em Jaboatão, não pode chegar em Pernambuco", destacou.

O presidente municipal do MDB, Daniel Alves, reforçou a união e o crescimento da oposição na cidade, diante do que chamou de "falta de compromisso da gestão governada pela Família Ferreira". Ele ainda disparou: "Agora, vamos planejar e definir as diretrizes para mostrar o Jaboatão real que o ex-prefeito não teve a honestidade de mostrar", enfatizou.