Operação da PF investiga fraudes no Postalis, fundo de pensão dos Correios



Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (17/9), uma operação para investigar fraudes no Instituto de Previdência Complementar Postalis, fundo de pensão dos funcionários dos Correios. A Operação Amigo Germânico apura os crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa, crimes contra o sistema financeiro nacional e corrupção. As informações são do Correio Braziliense.

Foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, Paraná e em São Paulo. Entre as medidas autorizadas pela Justiça, está o bloqueio de R$ 16.147.968,14 em bens dos investigados. De acordo com a investigação, os gestores recebiam dinheiro por indicar empresas para administrar os Fundos de Investimento.

Foram também criados quatro fundos. Neles, os ativos receberam preços diferentes de zero, quando deveriam ter sido avaliados a valor zero.

Os investigados podem responder pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta de instituição financeira e corrupção passiva e ativa. As penas somadas chegam a 42 anos de reclusão.

O nome da operação faz alusão ao codinome de um dos investigados que era chamado pelos demais membros do grupo como “Amigo Alemão”.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem