Ticker

6/recent/ticker-posts

União Brasil aciona Justiça Eleitoral e vídeo de Marília com Lula e Alckmin é removido das redes sociais por propaganda eleitoral antecipada



G1 - Um vídeo da pré-candidata ao governo de Pernambuco Marília Arraes (SD), ao lado dos pré-candidatos a presidente e vice-presidente, Lula (PT) e Geraldo Alckmin (PSB) foi removido do Instagram e do Facebook após decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A medida foi resultado de uma representação por propaganda antecipada na internet movida pela União Brasil.

Na petição de deferimento de tutela de urgência, o partido diz que houve um "pedido explícito de votos" e que isso "restou clarividenciado com o uso da hashtag #LulaLáMariliaCá". Nas alegações, os advogados do União Brasil também questionam a trilha sonora usada na peça.

Na gravação, a pré-candidata ao governo de Pernambuco aparecia sorrindo ao lado de Lula e Geraldo Alckmin, que em Pernambuco declararam apoio ao pré-candidato ao governo Danilo Cabral (PSB).

"Durante a exibição, sem narração, é tocado um jingle de campanha da representada com o refrão 'Pernambuco vai mariliar' e com diversos trechos que enaltecem a pré-candidata ao governo do estado de Pernambuco", alega o União Brasil.

No entendimento do desembargador eleitoral auxiliar Évio Marques da Silva, há "indícios do ilícito eleitoral", tido como a "infringência às normas da propaganda eleitoral, que fere o equilíbrio da disputa e o próprio regime democrático".

Resposta

Por nota, a assessoria de imprensa de Marília Arraes disse que a ação está em tramitação na Justiça Eleitoral e, por isso, ainda tem caráter liminar.

"A origem da representação nos surpreende. Mas isso é típico de quem está pendurado até o pescoço no governo Bolsonaro, não assume claramente que quer a continuidade do autoritarismo, e está em campanha para atrapalhar Lula em Pernambuco", afirma.

No comunicado, a equipe da pré-candidata diz que a pré-campanha não cometeu nenhuma ilegalidade.

"A assessoria jurídica da pré-candidata ao governo de Pernambuco irá apresentar, ao final do julgamento do mérito, os recursos cabíveis, caso sejam necessários", declarou.