Letreiro móvel superior

8/recent/ticker-posts

"Voltei de onde eu penso que nunca deveria ter saído", afirma Marco Aurélio sobre retorno à Frente Popular


Ismael Alves - O deputado estadual Marco Aurélio Meu Amigo (PSB) demonstrou arrependimento pelo tempo que atuou no campo de oposição ao Governo de Pernambuco. Durante conversa com o editor deste blog na última terça-feira, 10, ao ser questionado sobre o que o levou a deixar o PRTB e ingressar no PSB, o parlamentar afirmou que já compôs o campo governista, relembrando ter sido vice-líder do governo Geraldo Júlio na Câmara do Recife, quando vereador, além de Secretário adjunto de Sileno Guedes na gestão de Eduardo Campos, justificando haver ambiente para a sua decisão. Complementando sua fala, disparou: "voltei de onde eu penso que nunca deveria ter saído". 

Otimista com Danilo

Na mesma conversa, Marco Aurélio demonstrou confiança diante da pré-candidatura de Danilo Cabral (PSB) ao Governo do Estado. "Acho que o PSB escolheu um grande candidato", afirmou. O parlamentar também fez questão de relembrar a trajetória de Danilo junto a Eduardo Campos, apelando para o sentimento da população pernambucana frente ao ex-governador que faleceu em um acidente aéreo em 2014.

Presidência da República

Quando indagado sobre o seu posicionamento para a presidência da República nas eleições deste ano, Marco Aurélio se limitou a uma resposta indireta que leva a entender que Bolsonaro continua sendo a sua preferência.

Bolsonarista declarado nas eleições de 2018 e 2020, quando retirou sua candidatura a prefeito do Recife para apoiar a delegada Patrícia Domingos por indicação do presidente Jair Bolsonaro (PL), desta vez o deputado não se dirigiu nominalmente ao presidente, mas também não disse que apoiaria Lula (PT). 

Marco Aurélio justificou que o PSB tem Geraldo Alckmin Indicado para compor a vice de Lula na disputa pela presidência, e qualquer fala fora desse contexto seria "um erro  partidário", afirmou. Sem citar nomes, o parlamentar cravou: a minha posição para presidente da República todo mundo já conhece". 

Confira a entrevista: