Homem é preso pela polícia por lesão corporal contra a companheira e é solto pela Justiça no Grande Recife



Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305

G1 - Um homem de 33 anos foi preso por causa de lesão corporal por violência doméstica, em Jardim Jordão, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Mesmo após ser autuado em flagrante pela Polícia Civil, por agredir a companheira, ele acabou sendo liberado pela Justiça em audiência de custódia.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que o caso foi registrado na quinta (2), pela Força-Tarefa de Homicídios da Região Metropolitana Sul. A vítima, de 33 anos e que não teve o nome divulgado, disse que foi espancada pelo companheiro.

Encaminhada para atendimento médico, em uma unidade de saúde da região, ela teve alta. Ainda segundo a polícia, o companheiro dela foi levado pela Polícia Militar para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O caso segue em investigação, “até a completa elucidação”, segundo a polícia. Também por meio de nota, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) identificou o homem como Leonardo Roberto da Silva.

Ele passou pela audiência de custódia ainda na quinta (2), na Central de Custódia de Jaboatão dos Guararapes.

Na nota, o tribunal informou que o Ministério Público e a defesa pediram a liberdade provisória dele.

O TJPE permitiu a saída do suspeito, mas aplicou medidas cautelares e protetivas. Assim, Leonardo da Silva deve ficar afastado, de imediato, da casa em que convivia com a vítima.

Ele também está proibido de se aproximar, no mínimo de uma distância de 200 metros da vítima, e também não pode manter contato com ela, mesmo por redes sociais.


Crimes contra mulheres


Dados da Secretaria de Defesa Social (SDS) apontam que Pernambuco teve 56 feminicídios, nos sete primeiros meses de 2021. Esse crime fica configurado quando a mulher é morta por causa do gênero.

Esse número, ainda segundo a a SDS, é 40% maior do que o registrado no mesmo período de 2020. Nos sete primeiros meses do ano passado, foram 40 casos.

Além disso, entre janeiro e julho de 2021, Pernambuco teve 1.362 boletins de ocorrência denunciando estupro, uma redução de 3,4% com o mesmo período de 2020, quando foram 1.410 registros do tipo.

Considerando apenas o sétimo mês do ano, o total de denúncias foi de 173 no presente ano, contra 193 no anterior.

Quanto a mulheres vítimas de violência doméstica, nos sete primeiros meses de 2020, foram contabilizados 23.025 registros contra os 23.403 em 2021, um aumento de 1,6%.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem