"Se programem para ficar no seu núcleo familiar', diz Secretário sobre decreto do governo que proíbe festas em Pernambuco




Ismael Alves
ismaelgravatafm@gmail.com
(81) 99139-7305


G1 - Foi publicado nesta terça-feira (8), no Diário Oficial do Estado, o decreto que proíbe a realização de shows, festas e eventos similares em Pernambuco, com ou sem comercialização de ingressos.

Em entrevista ao Bom Dia PE, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, explicou que a recomendação a quem vive no estado é se restringir a reuniões no núcleo familiar no fim de 2020 para evitar o aumento de casos da Covid-19.

“O que a gente recomenda é que as pessoas se programem para ficar no seu núcleo familiar. A pandemia ainda está acontecendo, o vírus ainda está circulando e a gente precisa tomar uma série de cuidados para não acontecer um aumento exponencial”, afirmou. Ainda de acordo com Schwambach, a proibição é voltada para eventos em que o público circula sem máscara e sem distanciamento social.


No final de semana, houve interdições de bares no Recife. No domingo (6), a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária flagrou um evento com mais de mil pessoas aglomeradas.


“Ainda está permitido para que restaurantes, hotéis e estabelecimentos que têm serviços de alimentação possam funcionar. As pessoas só podem consumir e tirar a máscara se estiverem sentadas em mesas de no máximo 10 pessoas e mantendo o distanciamento”, disse.


O secretário também explicou que ainda estão permitidas apresentações artísticas, desde que os protocolos do Plano de Convivência sejam obedecidos.


“O que a gente está proibindo são shows e festas onde a gente percebe aquele nível de aglomeração das pessoas em pé, consumindo bebida, porque é isso que traz o risco para a saúde”, afirmou.

As exceções do decreto são festas de casamento e formaturas, mas desde que cumpram os protocolos de higiene, distanciamento social e monitoramento.


“No máximo 300 pessoas, manter o distanciamento social, se tiver serviço de alimentação, tem que consumir sentado nas mesas de no máximo dez pessoas. Se houver alguém contaminado, possa testar e comunicar àquele grupo, àquele núcleo familiar”, explicou Schwambach.


'Ainda é cedo para falar de carnaval'

Ainda de acordo com Schwambach, o governo do estado tem estudado o cenário epidemiológico de Pernambuco para definir algo sobre o carnaval de 2021. "É muito importante a saúde, preservar a vida e salvar vidas. Por isso a gente tem muito cuidado pra analisar semana a semana", afirmou.


"Ainda é cedo para falar de carnaval. Precisamos acompanhar a obediência dos protocolos, manter o uso de máscara, distanciamento, a higiene, para a gente não fazer com que essa curva aumente. O cuidado da população é muito importante", disse o secretário.


Coronavírus em Pernambuco


Na segunda-feira (7), A Secretaria Estadual de Saúde contabilizou 746 novos casos e 22 óbitos por Covid-19 em Pernambuco. Com esse acréscimo, o estado passou a somar 191.161 confirmações da doença, além de 9.170 mortes de pessoas que foram diagnosticadas com o novo coronavírus. A contagem começou no dia 12 de março.


Siga nossas redes sociais

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem