Coronavírus: João Paulo critica postura de Jair Bolsonaro sobre vacinação




Ismael Alves
ismaelgravatafm@gmail.com
(81) 99139-7305


O deputado João Paulo (PCdoB) condenou, na Reunião Plenária de ontem, a posição do presidente Jair Bolsonaro com relação à vacinação contra o novo coronavírus. 

De acordo com ele, enquanto vários países já começaram a imunizar a população e outros iniciarão em breve, o governante brasileiro continua a “fazer piada sobre a Covid-19 e a negar a ciência”. 

“Desde o início da pandemia, ele assumiu uma postura negacionista, mas, agora, a situação é mais grave. Bolsonaro parece não estar preocupado em construir um plano de vacinação com a urgência que a população espera”, pontuou, frisando que, após 9 meses, o Brasil ocupa o segundo lugar no mundo no número de mortos e de contaminados e assiste à chegada de uma segunda onda da doença.

Mesmo assim, o Governo Federal ainda não apresentou um cronograma de imunização, nem autorizou a compra da primeira vacina produzida comercialmente, a da empresa Pfizer. 

“Nosso País estaria no mesmo ritmo dos demais, se tivesse feito o planejamento necessário. Em vez disso, Bolsonaro se especializa em minimizar o poder da vacina Coronavac, de origem chinesa”, alertou. 

Esse imunizante começará a ser fabricado nos próximos dias pelo Instituto Butantan, a partir de um convênio com o Governo de São Paulo.

O comunista lembrou que o Governo Federal chegou a fazer um acordo com a empresa Astra Zeneca, responsável pela produção da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, da Inglaterra, a fim de viabilizar a fabricação do produto pela Fundação Oswaldo Cruz, no Brasil. “Em razão de uma intercorrência, haverá um atraso na conclusão dos testes. Mas a notícia não fez com que o Ministério da Saúde anunciasse o interesse por outro imunizante”, lamentou João Paulo.

Para o deputado, a falta de ação do Ministério da Saúde no atual estado de emergência está levando governadores e prefeitos a se movimentarem em busca de uma solução. “Espero que os gestores encontrem uma saída. A irresponsabilidade e a indiferença de Jair Bolsonaro em relação à pandemia já se tornou marca registrada desse Governo”, avaliou. 

João Paulo também questionou o fato de a pasta da Saúde ainda não ter utilizado os R$ 5,6 bilhões que restam do orçamento para o combate à Covid-19. “Enquanto milhares de brasileiros adoecem diariamente, o Governo Federal não sabe como aplicar os recursos para amenizar o sofrimento dessas pessoas”, concluiu.

Em aparte, o deputado Antonio Fernando (PSC) fez um apelo ao governador Paulo Câmara para que tome alguma iniciativa no sentido de adquirir imunizantes para Pernambuco. “A cada dia que passa, mais pessoas morrem de Covid-19. Não podemos ficar a reboque, esperando pela vacina que o Governo Federal decidir comprar”, enfatizou.


Siga nossas redes sociais

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem