Eleições 2020 | Marília Arraes perto de entrar para a história como a primeira prefeita eleita no Recife



Ismael Alves
ismaelgravatafm@gmail.com
(81) 99139-7305


Opinião - A deputada federal Marília Arraes (PT), candidata ao cargo de prefeita da capital pernambucana, tem sido uma grande preocupação para o PSB, sigla que governa o Recife há oito anos. O crescimento de Marília também é uma ameaça para o poderio socialista no estado, que há 14 anos detém as rédias administrativas de Pernambuco. 

Concorrendo no segundo turno das eleições contra o deputado federal João Campos (PSB), de quem é primo e que, tenta dar continuidade ao trabalho de Geraldo Júlio (PSB), marcado pela compra dos respiradores de porcos durante a pandemia, Marília tem crescido e está pouco distante de se tornar a primeira prefeita de Recife.

Apesar de ter parte da genética de João, vez que ela também é neta do ex-governador Miguel Arraes, há uma grande diferença entre as trajetórias políticas dos dois postulantes. João nunca enfrentou dificuldades na política, sempre recebeu tudo pronto. Foi eleito o deputado federal mais votado de Pernambuco, mas sua única referência é apenas seu DNA. Filho do ex-governador Eduardo Campos e neto de Arraes, João não tem resultado de trabalho para mostrar. 

Já Marília, enfrentou poucas e boas na política. Diferente de João, Marília tem construído uma história alicerçada em começar do zero, afinal, não se constrói uma casa começando pelo teto. Foi eleita vereadora do Recife, deputada federal e agora reúne todas as chances e favoritismo para acabar com a dinastia do PSB na Veneza brasileira.  Entre os altos e baixos, além dos tapetões que levou, Marília prova que tem fibra. João prova que é o marionete. 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem