Ticker

6/recent/ticker-posts

Vereador processa Juliette por propaganda eleitoral antecipada para Lula em show no São João de Caruaru



Correio Braziliense - O vereador de São Paulo Rubinho Nunes e o pré-candidato a deputado estadual Guto Zacarias entraram com uma representação no Ministério Público Eleitoral (MPE) contra a cantora paraibana Juliette Freire, nesta terça-feira (5/7). Os dois são membros do Movimento Brasil Livre (MBL) e filiados ao União Brasil.

No último sábado (2/7), durante show no São João de Caruaru, em Pernambuco, o público puxou um coro de "olê, olê, olá, Lula, Lula". Então, a cantora tirou o retorno, deu um sorriso e comemorou: "Ihuuu, Pernambuco!".

No Twitter, Rubinho Nunes fez uma postagem anunciando que havia entrado com o processo afirmando que a cantora fez campanha antecipada para o pré-candidato à presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O MBL alega que ela incentivou as manifestações e pede que seja aplicada uma multa.

"A 'artista' quis usar dinheiro público para cometer dois ilícitos eleitorais: campanha antecipada e realização de showmício pró-Lula. Junto ao Guto Zacarias, processei esse absurdo! O dinheiro não vai ser utilizado para fazer campanha política de bandido!", escreveu o vereador.

O influenciador Felipe Neto saiu em defesa de Juliette ironizando a atitude do político. "Quando você perder, avisa a gente? Brasil está precisando dar risada da cara de pessoas como você. Abraço, querido", escreveu.

Mais tarde, Juliette fez uma postagem no Twitter, mas sem fazer referência direta a acusação do MBL. "A estratégia é tão óbvia. Só não enxerga quem não quer. Próxima pautaaa... vamos falar de coisa boa?!", escreveu a vencedora do Big Brother Brasil de 2021.