Ticker

6/recent/ticker-posts

Caso Tayara Andreza em Tracunhaém: “Respeitem o movimento brega e venham aprender no Recife como se faz!”, dispara vereador Marco Aurélio Filho



O imbróglio envolvendo a cantora Tayara Andreza que foi retirada do palco de forma hostil pelo então Secretário de Cultura de Tracunhaém, Pedro Júnior, por não “mandar um alô” para o prefeito da cidade ganhou repercussão na Câmara Municipal do Recife. O Vereador Marco Aurélio (PRTB), que é autor da Lei Municipal nº 18.807 que reconheceu o movimento brega como Patrimônio Cultural Imaterial do Recife, criticou o desrespeito e a violência empregada aos artistas da nossa terra.

“Ontem comemoramos um ano da sanção do Prefeito João Campos da nossa lei que instituiu o Movimento Brega como Patrimônio Cultural e Imaterial do Recife. Lamentavelmente subo a esta tribuna para repercutir que enquanto o Recife teve a sensibilidade de valorizar todos profissionais que envolvem este ritmo, fomos surpreendidos com a agressão a uma mulher, trabalhadora, artista e toda sua equipe.”, pontua o parlamentar.

Marco Aurélio Filho, que é também presidente da Comissão de Grandes Eventos da Câmara Municipal e membro do Conselho de Cultura do Recife, fez questão de repercutir o fato que segundo ele “é uma agressão a toda cadeia econômica e produtiva que integra o movimento brega e que luta diariamente pelo reconhecimento do gênero”.

Em pronunciamento, o Vereador disse que as arbitrariedades cometidas pelo staff da Prefeitura de Tracunhaém devem ser apuradas, pois há relatos de uso de spray de pimenta contra a equipe da artista, mas “ao invés de aprovarmos um documento repudiando tal atitude, faço questão que este Poder Legislativo conceda um Voto de Aplausos e Congratulações à cantora Tayara Andreza e sua equipe pela coragem de denunciar o desrespeito com a nossa cultura.”