Ticker

6/recent/ticker-posts

Artigo Especial • A Crise na Educação Brasileira • Por Tiago Lima



Tiago Lima - No ensaio “A crise na educação” a filósofa Hannah Arendt ressalta que a família protege a criança do mundo e a escola deve prepará-la para o mundo, mostrando como o mundo é. A escola é o elemento de transição entre a família e o mundo, para o qual a criança deve ser preparada.

Apesar dos seus problemas, a escola é a maior invenção civilizatória da humanidade. Precisamos melhorá-la, mas ela é o espaço plural e privilegiado para o compartilhamento de valores e de convivência entre os diferentes. É o lugar do aprendizado da heterogeneidade, da diversidade humana, do convívio com o outro, da colaboração e da coesão para a vida em sociedade. Um espaço para tirar a criança da bolha e ela avançar para aprender e compreender o mundo.

É na escola que é garantida a educação formal, um direito fundamental das nossas crianças, consolidado pela Constituição, Lei de Diretrizes e Bases e Estatuto da Criança e do Adolescente.

A aprovação do projeto de homeschooling pela Câmara dos Deputados é absolutamente desastroso para os sistemas de ensino e para o direito à educação formal das nossas crianças, principalmente as pobres, num país que já tem enormes taxas de infrequência e evasão escolar.

Muitos dirão que vários países desenvolvidos têm homeschooling. Sim, mas são situações diferentes. Aqui ainda estamos caminhando a passos lentos para a universalização do ensino e são duras as realidades das nossas famílias pobres. Ou será que os deputados pensam que vivemos em uma sociedade com famílias estruturadas, com espaços adequados para leituras e estudos, com bons locais públicos de convivência e com pais conscientes e disponíveis para estudar com os filhos?

Salvo casos excepcionais que justificariam a educação familiar, deixar o direito à educação por conta da escolha dos pais é um enorme equívoco. O próprio Piaget, grande estudioso do desenvolvimento infantil, já dizia que os pais, por vários motivos, são maus professores para a educação formal dos filhos.

Vamos esperar que o Senado rejeite este projeto que empurra o Brasil, ainda mais, no mapa do atraso. Será uma grande medida em defesa das nossas crianças.

Sobre o autor 

Tiago Lima Carvalho
Bacharel em Relações Internacionais
Especialista em Direito Internacional
Secretário de Formação Política da Juventude do PSB de Pernambuco