Letreiro móvel superior

8/recent/ticker-posts

Prefeito Joselito Gomes se reúne com Polícia Civil e OAB em busca de implantar Delegacia da Mulher em Gravatá

Na ocasião a Secretaria de Mulher de Gravatá apresentou documentos oficiais com diálogos entre Câmara Municipal e Secretaria de Defesa Social do Estado




Rodolfo Lima - O prefeito de Gravatá, Joselito Gomes, esteve reunido com o Delegado da 62ª Delegacia de Polícia de Gravatá (DEPOL), Victor Hugo e o agente de Polícia Civil, Rivanildo Batista, a advogada representante da OAB-PE, Rubia Marinho, a secretária da Mulher, Ester Gomes, a secretária de Assistência Social e Juventude, Viviane Facundes e o procurador Municipal, John Lennon.

Na ocasião, foram apresentados números do aumento de casos de violência doméstica e familiar contra a mulher e as dificuldades que a Delegacia encontra para investigar os casos, com o aumento da demanda.

A Prefeitura de Gravatá, por meio da Secretaria da Mulher, desde o início da gestão (2021), tem realizado encontros e conversas com órgãos de segurança, para tratar sobre a possibilidade da implantação de uma Delegacia da Mulher no município. Foi encaminhado à pasta uma indicação da Câmara Municipal para o pleito, pelo vereador Cabritinha, por meio da Indicação nº 299/2021.

“Estivemos reunidas com a então delegada, Gabriele Nishida para falar sobre os casos que temos recebido na SECMULHER, e também sobre essa possibilidade de conseguir implantar em Gravatá a Delegacia da Mulher com esse objetivo de atendimento especializado. Pensando justamente nisso, ficou acertado com a delegada que os encaminhamentos feitos pela SECMULHER seriam agendados e atendidos em horário marcado com mais privacidade, para evitar a exposição de vítimas e o incentivo às denúncias. Acreditamos que a Delegacia da Mulher em Gravatá será de suma importância para a redução dos casos e agilidade na aplicação nas medidas punitivas aos autores de agressão”, disse a secretária da Mulher, Ester Gomes.

Em 16 de abril de 2021 a 62ª DEPOL de Gravatá começou a funcionar em nova sede, com instalações mais adequadas para o atendimento à população e com a ativação da sala de escuta especializada, fruto de convênio com o Ministério Público do Trabalho (MPT). O espaço é destinado para atender às crianças e adolescentes vítimas de violência ou que estejam acompanhando as mães e familiares durante o atendimento na delegacia.


Além de promover o atendimento especializado e humanizado, a instalação da Delegacia da Mulher, possibilitará maior proteção às vítimas, com a punição aos autores de agressão, e consequentemente a diminuição do sentimento de impunidade.

O prefeito, Joselito Gomes destaca a importância da implantação da Delegacia da Mulher e vai em busca do pleito junto à Secretaria de Defesa Social do Estado. “Estaremos indo em busca da implantação da Secretaria da Mulher junto ao Governo do Estado, com o objetivo de melhorar o atendimento especializado e garantir mais proteção às mulheres do nosso município. Inclusive, iremos sugerir o espaço onde funcionava a delegacia para o novo equipamento. Gravatá conta com a Patrulha Maria da Penha, no combate e prevenção à violência contra a mulher e também os atendimentos realizados pela Secretaria da Mulher, que acolhe e faz os devidos encaminhamentos. Esse diálogo com a Polícia Civil, OAB, e secretarias municipais é fundamental para que juntos possamos discutir o melhor para Gravatá, e assim seguiremos com o nosso compromisso com as pessoas”.