Letreiro móvel superior

8/recent/ticker-posts

Augusto Coutinho firma compromisso em defesa dos frentistas e contra o autosserviço nos postos



O deputado federal Augusto Coutinho (Republicanos) definiu como uma prioridade de seu mandato a defesa dos frentistas e a atuação contra um projeto de lei que busca implantar o autosserviço nos postos de combustíveis brasileiros.Nesta terça-feira (26), o parlamentar se reuniu com o presidente do Sindicato dos Frentistas de Pernambuco, Severino Pessoa, para discutir estratégias visando garantir a continuidade da prestação dos serviços da categoria, que emprega 30 mil profissionais no estado e 500 mil no país. A reunião também contou com a participação do vereador Rodrigo Coutinho, do advogado do Sinpospetro-PE, Adenildo Silva, e do gestor político do sindicato, Alyson Cordeiro.

Na opinião de Augusto Coutinho, o sistema não pode ser implantado em um país que enfrenta dificuldades de geração de emprego e renda, como o Brasil. "Como relator da Medida Provisória da venda direta de combustíveis, travei uma batalha na Câmara dos Deputados, não aceitando o autosserviço no Brasil. O país tem hoje 14 milhões de desempregados e não podemos aceitar que essa categoria, que é representativa, venha passar dificuldades", disse o deputado. "Estamos assumindo este compromisso pela manutenção do emprego", acrescentou.

"O autosserviço, caso implantado, pode gerar o desemprego de muitos pais de família. Com este trabalho conjunto, pretendemos derrubar a proposta", destacou o presidente do sindicato.

As bombas de autosserviço são proibidas no Brasil desde 2000, conforme a Lei 9956, do então senador Aldo Rebelo. Ao longo destes 22 anos, já houve pelo menos oito tentativas, na Câmara dos Deputados, de revogar a medida.