Letreiro móvel superior

8/recent/ticker-posts

Diante de insatisfação de Dória, Bruno Araújo emite nota que diz que prévias do PSDB serão respeitadas



JP - O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, enviou uma carta aos principais líderes da sigla, nesta quinta-feira, 31, na qual afirma que o governador de São Paulo, João Doria, será o candidato do partido à Presidência da República. A declaração ocorre na esteira da especulação de que o gestor paulista desistirá de sua postulação ao Palácio do Planalto. 

“Venho, por meio desta, reafirmar que o candidato a Presidente da República pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) é o Governador do Estado de São Paulo, João Doria, escolhido democraticamente em prévias nacionais realizadas em novembro de 2021. As prévias serão respeitadas pelo partido. O governador tem a legenda para disputar a presidência da República. E não há, nem haverá qualquer contestação à legitimidade da sua candidatura pelo partido. Aproveito a oportunidade para reafirmar o compromisso do PSDB com o processo democrático brasileiro. O PSDB é consciente de seu protagonismo em contribuir com o fim da polarização hoje existente no país”, diz a íntegra do documento.

Ao anunciar que desistiria de sua pré-candidatura à Presidência, Doria surpreendeu correligionários e criou uma nova crise no partido. O vice-governador, Rodrigo Garcia, pediu demissão da Secretaria de Governo, o coração da administração paulista, e avalia a possibilidade de deixar o PSDB. Ele é cotado para disputar a corrida pelo Palácio dos Bandeirantes pelo União Brasil, que formalizou apoio à sua candidatura em dezembro do ano passado. Garcia deixou o DEM, que se juntou ao PSL para a formação da nova legenda, após mais de 25 anos na sigla.