Ticker

6/recent/ticker-posts

Cortês: Há um ano, Cristiane Oliveira e Celso Cleiton travam guerra com a Celpe em busca de fornecimento de energia para moradores da Usina Pedroza; o MPPE foi acionado



Ismael Alves - Os vereadores Celso Cleiton (PSB) e Cristiane Oliveira (PSB), presidente da Câmara Municipal de Cortês, Mata Sul, estão em pé de guerra com o Grupo Neoenergia, antiga Celpe. O embate tem uma razão plausível: eles querem que a concessionária passe a fornecer energia elétrica para cerca de 150 famílias que residem na Usina Pedroza, zona rural do município. 

O empenho dos parlamentares sobre o assunto não surgiu agora, motivado pelo oportunismo do ano eleitoral, mas trata-se de uma peleja que já se estende há um ano. Durante esse tempo, pedidos e mais pedidos foram apresentados à companhia fornecedora de energia que, por sua vez, vem protelando o pleito e empurrando a situação com a barriga.

A energia utilizada pelos moradores da Usina Pedroza é produzida através de uma subestação pertencente à própria Usina. No dia 06 de março de 2021, Cristiane Oliveira acompanhou um representante do Grupo Neoenergia durante uma inspeção na respectiva localidade. Na oportunidade, o objetivo era fazer um estudo sobre a implantação da rede de transmissão de energia, visando garantir o fornecimento direto para as residências da comunidade (clique e relembre). 

No entanto, mesmo diante da visita in loco, além dos reiterados pedidos apresentados formalmente por Cristiane e Celso, a empresa do ramo de energia continua fazendo corpo mole diante do caso. Incorformados com a situação, os dois vereadores recorreram ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), recentemente. Eles acreditam que, com a intervenção do órgão, o Grupo Neoenergia possa  atender a demanda.