Expectativa de crescimento de vendas para o Natal salta de 2,2% para 20,59%




Correio Braziliense - Um ano após registrar a pior marca histórica na pesquisa sobre expectativa de vendas durante o Natal, o comércio no DF retoma os índices do período pré-pandemia. Pesquisa do Instituto Fecomércio mostra que os comerciantes esperam um aumento de 20,59% nas vendas. Em 2020, marcado pelo distanciamento social e restrições de funcionamento das lojas, o crescimento esperado foi de apenas 2,2%.

Sem aumento de preços

Outro dado animador é a expectativa de quanto os consumidores deverão gastar. Em 2020, quem pretendia comprar um presente previu gastar R$ 216,61. Agora, o consumidor espera investir R$ 344,58, em média. E a maioria dos lojistas (96,5%) declarou que vai manter os preços exercidos no Natal de 2020.

Vacina injeta ânimo

“Tudo isso foi possível graças ao avanço da vacinação, aliado ao fim das restrições de funcionamento do comércio e à segurança que os consumidores e comerciantes agora têm para circular pelas lojas de rua e shoppings. Nossas pesquisas têm mostrado que o pior já passou”, explica o presidente do Sistema Fecomércio-DF, José Aparecido Freire.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem