Delegado Resende, o aliado de primeira hora de Miguel Coelho no Cabo de Santo Agostinho


Sem titubear e obstinado em bater de frente com a oligarquia socialista que governa Pernambuco, o delegado da Polícia Civil, Antônio Resende (União Brasil), do Cabo de Santo Agostinho, declarou, no dia de ontem, apoio à pré-candidatura de Miguel Coelho (União Brasil) ao governo do Estado nas eleições 2022.

No Cabo, Resende tem protagonizado uma oposição vulcânica ao prefeito Keko do Armazém (PL), aliado do clã Ferreira e que governa com o apoio do grupo do ex-prefeito Elias Gomes (MDB). Ele também 'abre fogo'  pesado contra a tribo política liderada por Lula Cabral (PSB), ex-prefeito que ficou conhecido por cumprir pena no Cotel em decorrência de desvios  de recursos praticados em seu governo no regime previdenciário do Cabo. Lula é pai da deputada estadual Fabíola (PSB).

A adesão de Resende ao projeto de Miguel representa, no Cabo,  uma aliança de primeira hora  que fortalece os planos do sertanejo que deseja arrancar Pernambuco das garras do PSB, sigla que governa o Estado há quase 16 anos. Ao mesmo tempo, também sinaliza acirramento com a gestão de Keko, que deverá apoiar uma provável chapa majoritária composta com Anderson Ferreira, possível nome para disputar vaga no Senado com apoio de uma eventual candidatura de Raquel Lyra (PSDB) e Priscila Krause, que podem lançar candidatura, juntas,  ao governo de Pernambuco.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem