Avaliação negativa do governo Bolsonaro salta de 48% para 53%




Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305

O descontentamento da população com o governo de Jair Bolsonaro não para de crescer, indica pesquisa realizada pela Genial Investimento e a Quaest Consultoria. A rejeição saltou de 48% para 53% entre setembro e outubro. A informação é do Correio Braziliense.

O mesmo levantamento mostra que o total dos que consideram o governo regular recuou de 26% para 24%. E os que o apontam como positivo baixou de 23% para 20%.

O principal problema para os entrevistados é a economia (44% ante 41% de setembro), seguido pela saúde (24% frente os 28% do mês anterior) e corrupção (10% dos dois levantamentos)

Para os ouvidos pela Genial/Quaest, a economia como um todo (19%), o desemprego (15%) e a inflação (9%) são os temas que mais incomodam no Brasil neste momento.

A rejeição a Bolsonaro aumentou em quase todas as regiões. O maior salto foi registrado no Norte do país: de 37% para 55% entre setembro e outubro.

No Centro-Oeste, a avaliação negativa foi de 36% para 49%, e, no Sul, de 37% para 47%. No Sudeste, saltou de 47% para 51%. Já no Nordeste, ficou estável, em 61%.

Entre os entrevistados do sexo feminino, a rejeição a Bolsonaro pulou de 52% para 56%. Entre os homens, avançou de 43% para 50%.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem