Barroso vai atuar como observador nas eleições da Rússia



Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305

A convite da Comissão Central Eleitoral (CCE) da Rússia, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, atuará como observador convidado das eleições parlamentares e regionais da Federação Russa, que acontecerão no período de 17 a 19 de setembro.

Além de acompanhar o processo eleitoral nos centros de votação, o ministro cumprirá extensa agenda bilateral, que inclui encontros com integrantes do governo russo, além de reuniões com analistas políticos e com membros da CCE, que é o órgão encarregado de organizar e conduzir as eleições na esfera federal.

Barroso também terá um encontro privado com a presidente da CCE, Ella Pamfilova. Na pauta, a revitalização do memorando de entendimento firmado em 2011 pelos dois países e que prevê, entre outros pontos, a promoção de iniciativas para fortalecer os sistemas eleitorais e o intercâmbio de conhecimento e experiência na área de desenvolvimento organizacional e técnico do processo eleitoral, com ênfase na urna eletrônica e no cadastramento biométrico.

Na sexta-feira (17), o presidente do TSE apresentará a palestra “Democracia sob Pressão” para alunos da Academia Diplomática Russa - equivalente ao Instituto Rio Branco brasileiro – que prepara jovens para a carreira da diplomacia.

As eleições legislativas de 2021 na Rússia vão eleger os 450 membros da Duma (Câmara Baixa da Assembleia Federal – equivalente a nossa Câmara dos Deputados). Também serão eleitos 12 chefes de entidades federadas, dos quais nove serão determinados por sufrágio indireto, e 39 parlamentos regionais.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem