Desde sábado: curto-circuito deixa base da Guarda Municipal de Cupira sem energia; Instituição sofre com falta de investimentos por parte da prefeitura

Zé Maria - Prefeito de Cupira

Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


Se a coisa já não estava fácil para quem faz parte do quadro de servidores da Guarda Municipal de Cupira, Agreste, que não tem comandante, Estatuto próprio, Plano de Carreira nem sequer  equipamentos básicos e indispensáveis para o trabalho no cotidiano, imagine agora sem energia elétrica na sede da instituição. 

Desde a madrugada do último sábado, um curto-circuito comprometeu toda a instalação do imóvel, que até hoje permanece às escuras, como se fosse uma caverna.

Ao Blog Política no Forno, a Diretora de Comunicação da Associação dos Guardas Civis Municipais de Pernambuco (AGCMPE), Marília Viana,  lamentou a falta de atenção por parte da gestão do prefeito Zé Maria (DEM) que,  contraditoriamente, é o presidente do Consórcio Municipal de Segurança (CONSEG).

Marilia também evidenciou desaprovação diante  desprezo do gestor com a instituição: "apesar do prefeito de Cupira Zé Maria, ser presidente do Consórcio Municipal de Segurança, não tem nenhuma afinidade ou empatia pelos servidores da Guarda Municipal", afirmou. 

Ainda segundo Marília Viana,  os Guardas Municipais de Cupira foram os últimos de Pernambuco a receberem imunização contra a covid-19. Ao comentar o incidente na instalação elétrica do prédio, ela demonstrou alívio pelo fato de não ter havido vítimas: "graças a Deus não ficou ninguém ferido", concluiu.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem