Recife terá levante contra o transfeminicídio e a transfobia nesta segunda-feira (28); ato ocorrerá às 15h



Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7304

Movimentos sociais pelos Direitos Humanos e de defesa da diversidade de gênero promovem, nesta segunda-feira (28), Dia do Orgulho LGBTQIA+, ato contra o transfeminicídio e a transfobia, que vem registrando aumento de casos no Recife, assim como em todo o país.

Em menos de dez dias no Recife, uma mulher trans foi assassinada por asfixia e uma travesti foi queimada viva, tendo 40% do seu corpo atingido e perdido um braço em decorrência dos ferimentos. No país que mais mata travestis e mulheres trans no mundo, Pernambuco é atualmente o sétimo em número de assassinatos destas mulheres.

O ódio disseminado pelos fundamentalistas e conservadores, somado à transfobia estrutural e ao discurso de morte difundido pelo chefe do poder executivo federal, tem encontrado eco nos estados, e em particular, em Pernambuco e na cidade do Recife. De acordo com a organização do protesto, o crescimento dos crimes de ódio contra essa população, extremamente vulnerabilizada e precarizada, exige a união de toda a sociedade no enfrentamento à transfobia e na defesa da vida e dos direitos das pessoas, independente da identidade de gênero e orientação sexual.

A mobilização, marcada para as 15h desta segunda, em frente ao Palácio do Campo das Princesas, está sendo organizada pelo Levante Feminista, movimento que congrega 33 entidades, junto com outras organizações LGBTs, como Candaces, Leões do Norte, Natrape, AMOTRANS, GTP+, Frente Trans PE, RNTTHP, Fonatrans, Comlesbi PE e FLGBTPE.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem