“Quando se trata de futuro é necessário ser ousado e partir na frente”, diz Marco Aurélio Filho sobre mudanças na previdência do Recife





Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


O vereador do Recife, Marco Aurélio Filho (PRTB), se posicionou em relação às adequações previdenciárias, que foram anunciadas pela Prefeitura do Recife e que vão gerar mudanças no sistema previdenciário dos servidores municipais.

Através de nota, o parlamentar, que compõe a bancada do governo na Casa de José Mariano, argumentou que os ajustes são necessários para o município.

“A reforma previdenciária municipal deve partir do princípio que em caso da não alteração e do não cumprimento, o Recife pode ficar negativado pela União e deixará de receber recursos federais que são fundamentais para a saúde, educação e até mesmo para obras”, escreveu Marco Aurélio Filho.

O vereador alerta que o tema não deve voltar a ser tratado como uma causa ‘política partidário’. “A reforma federal foi aprovada com uma série de imposições aos municípios e querer protagonizar um debate político, que houve lá atrás, é no mínimo incoerente”, disse o parlamentar.

Enquanto vereador, Marco Aurélio Filho disse que vai defender a proposta na Câmara do Recife com coerência e bom senso.

“Como representante do Poder Legislativo e sabendo dos avanços que conseguiremos a partir desta reforma, defenderei com muita coerência e bom senso esta pauta que não é simpática mas se faz necessária. Pensar grande é agir como tal e não medirei esforços na defesa do que acredito ser um grande passo para o desenvolvimento”, pontuou.

Confira a nota na íntegra:

“Quando se trata de futuro é necessário ser ousado e partir na frente

A reforma previdenciária municipal deve partir do princípio que em caso da não alteração e do não cumprimento, o Recife pode ficar negativado pela União e deixará de receber recursos federais que são fundamentais para a saúde, educação e até mesmo para obras.

A reforma federal foi aprovada com uma série de imposições aos municípios e querer protagonizar um debate político que houve lá atrás é no mínimo incoerente.

É necessário esclarecer os fatos: a reforma da previdência é necessária para cumprir uma determinação da constituição.

Neste sentido, todos os gestores, seja ele municipal ou estadual, precisam fazer o dever de casa e Recife não pode ser diferente. Tomar este remédio amargo para equilibrar as contas é necessário para que num futuro não tão distante possamos ser o maior polo de desenvolvimento do Nordeste.

Como representante do Poder Legislativo e sabendo dos avanços que conseguimos a partir desta reforma, defenderei com muita coerência e bom senso esta pauta que não é simpática mas se faz necessária. Pensar grande é agir como tal e não medirei esforços na defesa do que acredito ser um grande passo para o desenvolvimento.

Quando se trata de futuro é necessário ser ousado e largar na frente. A reforma da previdência é uma destas medidas necessárias para que o Recife possa investir mais.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem