Governo de Pernambuco determina novas medidas restritivas para o Agreste e inclui Polo de Confecções





Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


G1 - O Governo de Pernambuco determinou novas medidas de restrição para a região Agreste. As mudanças valem para a 2ª Macrorregião de Saúde, que inclui a IV e V Geres, com sedes em Caruaru e Garanhuns, respectivamente.


As medidas foram anunciadas após reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 neste sábado (15) e passam a valer a partir da próxima terça-feira (18). As medidas, inicialmente, seguem até o dia 31 de maio em 53 municípios.


Durante a semana, as atividades econômicas só podem funcionar até às 18h. Já nos finais de semana, está liberada a abertura de supermercados, feiras livres de produtos alimentícios, farmácias, padarias e postos de gasolina. O Polo de Confecções não pode abrir nos sábados, domingos e segundas.


Segundo o governador Paulo Câmara, as novas medidas foram necessárias por conta do aumento de casos na região Agreste e da alta demanda de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).


“Verificamos um aumento na velocidade do número de internações e de procura pelas instituições de saúde naquela região. Isso tem nos preocupado, pois todos nós sabemos que enquanto a vacinação não chegar a todos os pernambucanos, é necessário tomar medidas restritivas para diminuir a circulação do vírus. Precisamos cada vez mais trabalhar para salvar a vida dos pernambucanos”, disse o governador.


O secretário de saúde, André Longo, disse que o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 percebeu ma situação mais grave no Agreste. “O que nós detectamos, nessas últimas duas semanas, foi uma aceleração maior naquela região, destoando do restante do Estado, onde temos um platô ainda em níveis elevados. Os patamares de crescimento de demandas lá superaram os 44%, enquanto no resto do Estado ficou na casa dos 9%”.

LEIA TAMBÉM


Após apelo do cantor Armando Filho, Paulo Câmara anuncia requalificação da PE- 576, entre Ipubi e Trindade



Recomendação do MPPE dá prazo de 120 dias para Câmara do Recife instalar equipamentos de controle de frequência de servidores




Cortês | SINSMUC pressiona por pagamentos de servidores referentes ao mês de dezembro e 13° de 2020


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem