Cortês | Cristiane Oliveira defende diálogo na busca por solução para pagamentos de dezembro e 13° de 2020





Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


Os servidores públicos municipais de Cortês, Mata Sul,  ativos e inativos, ainda não receberam o salário correspondente ao mês de dezembro de 2020. A situação é  mais difícil para os inativos, que também não viram sequer a cor do 13°. 

Ao assumir a prefeitura em janeiro deste ano, a prefeita Fátima Borba (Republicanos) se deparou com a dívida deixada pela gestão anterior, mas até o momento não conseguiu apresentar um plano de quitação do débito. Ela alega dificuldades financeiras enfrentadas pela prefeitura, além de irregularidades cometidas pelo governo anterior. 

Recentemente, o assunto foi pauta de um encontro promovido pela vereadora Cristiane Oliveira (PSB), presidente da Câmara Municipal, que se reuniu com servidores ativos e inativos para elaborar uma proposta de pagamento que pudesse ser acatada pela prefeitura. A reunião que também contou com a participação de parlamentares da base governista, definiu  parcelamento da dívida em seis meses. O plano foi apresentado ao Poder Executivo, que ainda não se posicionou se irá acatá-lo.

Para Cristiane Oliveira, que reafirma seu compromisso em continuar buscando meios que possam colaborar para a solução, o melhor caminho é o diálogo entre os Poderes e os servidores. Ela reconhece que o problema foi gerado pela gestão anterior, mas ressalta que a atual precisa encontrar formas de assegurar os pagamentos pendentes. 

"É fato que foi uma grave irresponsabilidade da gestão anterior, contudo, a gestão atual não pode silenciar, tem que abrir um canal de diálogo e todos buscarmos uma saída", defende a vereadora. 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem