"Todos" contra uma por todos: o desafio diário de Lucielle Laurentino - Por Ismael Alves






Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


Durante as eleições municipais de 2020, a então candidata à prefeita de Bezerros, Agreste, Lucielle Laurentino (DEM), sofreu todo tipo de pancada, inclusive as mais desleais em um processo eleitoral.

Seu perfil diferente do "tradicional da política" foi até responsável pela união de forças contrárias que se fundiram com um único objetivo: derrubar a matuta que enfrentava o maior desafio de sua vida contando apenas com a cara e a coragem, além do apoio de velhos amigos da cidade e do ex-ministro da Educação Mendonça Filho, aliado de longas. 

O resultado das eleições já não é novidade e Lucielle governa a cidade de Bezerros desde janeiro deste ano, mas "os tradicionais da política" ainda não se conformaram com a lapada que levaram nas urnas, da matuta. 

É natural que agentes públicos  estejam sujeitos a críticas e questionamentos, gostem eles ou não, entrentanto, há uma fronteira que delimita as críticas construtivas, necessárias e  cabíveis dos meros ataques com o simples objetivo de promover o "quanto pior, melhor". 

Esses ataques que desrespeitam os limites da liberdade de expressão e do bom senso, geralmente partem dos "tradicionais da política" ou dos seus emissários, que quando tiveram a oportunidade de fazer, não fizeram por não saber ou querer. Deixa a matuta trabalhar por todos! 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem