Sob os cuidados da medica e prefeita Aline Gouveia, Amaraji já saiu da UTI - Por Ismael Alves





Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


Há quatro meses a cidade de Amaraji, Mata Sul, passou a ser governada por uma mulher, pela primeira vez em seus 152 anos de história. A gestora é a jovem médica Aline Gouveia (PSB), filha do casal Jânio Gouveia e Glória Gouveia, ex-prefeito e ex-vereadora, respectivamente.

A vitória de Aline nas eleições de 2020, também revelou a força de Jânio na política municipal, provando ser o mesmo uma das maiores lideranças da Mata Sul. Naquela ocasião, nem ele nem sua esposa poderiam participar da disputa eleitoral daquele ano. Fora do poder e depois de ter enfrentado um delicado problema de saúde, Jânio também precisou encarar a falta de recursos financeiros e o desafio de decidir um nome e transferir votos o suficiente para obter vitória nas urnas.

Após algumas pesquisas, Jânio chegou a conclusão que Aline Gouveia seria o nome com maior potencial de êxito para o pleito. A primeira disputa eletiva da médica enfrentaria uma verdadeira pedreira, logo de cara. De um lado, estava o então prefeito Rildo Reis (Avante) montado na máquina e em busca da reeleição, enquanto do outro aparecia o empresário Ivan Queiroz (MDB) com a  proposta de inovação na política. 

Impulsionada pelo torque da popularidade incontestável de Jânio e Glória, além da própria relevância da sua formação como médica e da contribuição significativa do então vereador Wagner de Demarcação (PSB), opção para compor a vice, Aline viu seu nome disparar diante do seu principal oponente, que se aproximava dos quatro anos de governo com grande índice de rejeição.

A médica sagrou-se vitoriosa na disputa eleitoral e garantiu a volta por cima da família Gouveia na política de Amaraji, além de, também, fazer com que Jânio conquistasse um feito inedito na sua trajetória: eleger um sucessor. Bom de urna, todas as vezes que disputou um cargo, foi vitorioso, mas ainda não tinha conseguido transferir votos o suficiente para garantir a vitória de um candidato por ele apoiado. Jânio governou Amaraji por quatro mandatos. 

Voltando ao fator Aline e já passados 120 dias da sua gestão, Amaraji já 'respira sem ajuda de aparelhos' e segue covalescendo. Ainda há muitas sequelas que precisam ser sanadas, depois de quatro anos de um governo pouco eficiente e com altos índices de reprovação, no entanto, as entregas dos primeiros quatro meses da nova administração já revelam que a Dr.ª Aline Gouveia já tirou a cidade da UTI. 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem