Atividades religiosas são reconhecidas como serviço essencial durante calamidade pública




Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


As atividades religiosas foram reconhecidas como essenciais no estado de Pernambuco, o que permite a realização de liturgias presenciais em momentos de calamidade pública. 

A proposição que traz a nova abordagem foi aprovada pelo Plenário da Assembleia Legislativa, nesta quinta, 22. 

O texto prevê que os encontros devem respeitar as orientações das autoridades competentes e que o Poder Executivo pode restringir as reuniões presenciais, em situações extremas.

A regulamentação da proposta também ficou sob responsabilidade do Governo do Estado. O substitutivo aprovado é de autoria da Comissão de Administração Pública, que alterou uma proposta inicial do deputado Pastor Cleiton Collins, do PP, um dos principais defensores da iniciativa. 

“Nós não estamos lutando por aglomeração, nós não estamos lutando para aglomerar, coisa nenhuma! Nós estamos lutando para continuar sendo aquilo que já foi reconhecido mundialmente, pela própria ONU, pela OMS, que a espiritualidade ela também é cura na vida das pessoas. Num momento de pandemia, as maiores ações humanitárias saem de dentro das igrejas abertas.”

A proposição, que foi aprovada com 46 votos favoráveis e dois contrários, segue agora para a sanção ou veto do governador Paulo Câmara.

-Publicidade-

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem