"Sempre acreditei na Justiça brasileira", afirma Léo Giestosa após decisão do TJPE que mantém realização de nova eleição na Câmara de Gravatá

Foto: Marcone Barros




Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


O vereador Léo Giestosa (PTB) agiu com naturalidade diante da decisão proferida nesta sexta-feira, 05, pelo Desembargador Honório Gomes do Rego Filho, da 2ª Turma da 1ª Câmara Regional de Caruaru, que restabeleceu decisão da 2ª Vara Cível da Comarca de Gravatá, determinando a realização de nova eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal. Ao comentar o caso com o editor deste blog, o parlamentar ponderou: "sempre acreditei na Justiça brasileira".


Candidato ao cargo de presidente com apoio da bancada governista, Giestosa soma 8 dos 15 votos da Câmara. O vereador Léo do Ar (PSDB), que exerce a presidente ao longo do últimos quatro anos, contabiliza 07 votos, incluindo o próprio. 

No terceiro mandato consecutivo, Giestosa passou a protagonizar na condição de candidato apoiado pelo grupo do deputado Waldemar Borges (PSB) em 16 de janeiro deste ano. Na ocasião, o parlamentar se integrou à base de apoio ao prefeito Joselito Gomes (PSB) na Câmara, deixando de compor o grupo oposicionista liderado pelo ex-prefeito Joaquim Neto (PSDB).

Ao longo da judicialização da eleição interna da Câmara, marcada por decisões liminares opostas, Léo Giestosa manteve o  discurso de confiança na Justiça. A mesma afirmativa foi pelo vereador durante entrevista concedida ao radialista Jota Silva, da rádio Gravatá FM, no dia 26 de janeiro. 

Léo Giestosa e aliados brigam na justiça pela realização de uma nova eleição na Câmara, sob a alegação de atos nulos cometidos pela atual Mesa Diretora no dia 01 de janeiro, durante sessão especial para a eleição interna. Por sua vez, o vereador Léo do Ar garante que todos os atos da Casa têm seguido o regimento interno e busca se manter na chefia do Legislativo.

--Publicidade--



Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem