Eriberto Medeiros coordenará articulação para garantir Escola de Sargentos em Pernambuco



Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eriberto Medeiros (PP), assumiu o compromisso de coordenar uma mobilização política para garantir a escolha de Pernambuco como nova sede para a Escola de Sargentos de Armas (ESA). A decisão de protagonizar o processo foi anunciada em reunião promovida pelo comandante Militar do Nordeste, general Freire Gomes, nessa quarta (10), na sede do CMNE, no bairro do Curado, zona oeste do Recife.

Estimado em mais de R$ 1 bilhão, o projeto do Exército Brasileiro permitirá a instalação de um complexo acadêmico e logístico na Região Metropolitana do Recife (RMR), possibilitando a formação anual de 1,2 mil sargentos. O Estado disputa com Paraná e Rio Grande do Sul a implantação da escola, atualmente sediada em Três Corações (MG). No início de abril, a comissão responsável visitará Pernambuco a fim de avaliar as condições para implementar a estrutura, que ficaria localizada no Campo de Instrução Marechal Newton Cavalcanti (CIMNC), em Aldeia.

“Estamos a postos para aprovar as medidas necessárias para que a Escola de Sargentos seja nossa. Receber uma instituição desse porte, além de fonte para geração de desenvolvimento, emprego e renda para nossa gente, significa prestígio para o Estado. Com certeza, terá o apoio da sociedade e dos seus representantes”, declarou Medeiros, que articula a viabilização do projeto com deputados estaduais e federais, prefeitos das cidades do entorno, entre outros agentes públicos.

--Continua após a publicidade--




Com a participação de representantes do Poder Público e da sociedade civil organizada, o encontro no Comando Militar do Nordeste teve o objetivo de fortalecer a atração do empreendimento para o Estado. Além do deputado Eriberto Medeiros, estiveram na reunião os presidentes do Tribunal de Justiça (TJPE), desembargador Fernando Cerqueira; da Fiepe, Ricardo Essinger; da Fecomércio-PE, Bernardo Peixoto; e integrantes da Associação Comercial de Pernambuco e do Grupo Atitude.

Será determinante para a escolha do Estado como nova sede da ESA a concessão de condições e incentivos, a fim de que o investimento tenha o retorno desejado pelo Comando do Exército Brasileiro. “Acredito que estejamos em excelentes condições de disputar a atração desse empreendimento estratégico do Exército. Será capital o apoio dos setores organizados, dos Poderes e instituições”, afirmou o general Freire Gomes.

--Publicidade--


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem