Eduardo da Fonte defende que bancos tenham maior participação no processo de distribuição de renda



Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


O deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) voltou a defender que instituições financeiras aumentem sua contribuição social para promover a distribuição de renda no País. O parlamentar é autor do PL 6429/19, que propõe o aumento da taxa de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) dos bancos.

“O recurso extra será destinado ao pagamento do 13º para aposentados de baixa renda que recebem o Benefício de Prestação Continuada. Precisamos distribuir a renda que se acumula entre os mais ricos, como instituições financeiras, e promover a busca por maior igualdade social”, defende Eduardo da Fonte.

O parlamentar analisa que esta é uma maneira de obter recursos sem aumentar impostos para o cidadão. O BPC é um benefício que garante o pagamento de um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência que comprove não possuir meios de prover a própria manutenção, nem de tê-la provida por sua família.

--Publicidade--

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem