Recife | Liana Cirne diz que há "racismo no secretariado de João Campos"



Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


A vereadora Liana Cirne (PT), utilizou as redes sociais para reverberar, por meio da Setorial de Mulheres do seu mandato, o que classificou de "racismo" na composição do secretariado do prefeito João Campos (PSB), do Recife.

Compromisso firmado em campanha pelo novo gestor, 50% das secretarias passaram a ser conduzidas por mulheres na formação do novo governo. Entretanto, a ausência de pessoas negras no time administrativo, em especial, mulheres, motivou a declaração da parlamentar.

Cirne destacou que 57% da população do Recife se declara preta ou parda e que, "ao cultivar os privilégios da casa grande e da branquitude, desconhece a humanidade e a capacidade do povo preto..."

Confira a publicação na íntegra:

Ao anunciar seu secretariado pretensamente paritário, o prefeito do Recife, João Campos, ignorou que 57% da população recifense é autodeclarada preta e parda.

Recife, ao cultivar os privilégios da casa grande e da branquitude, desconhece a humanidade e a capacidade do povo preto, em especial das Mulheres Negras e favorece a continuidade do racismo estrutural.

Paridade sem Mulher Negra no secretariado é proselitismo eleitoral!

Nosso mandato corrobora o compromisso de lutar para retirar as Mulheres Negras do lugar de subalternidade e desconstruir a desigualdade racial e de gênero.

E, nesse sentido, não pode silenciar diante do anúncio de um secretariado que se diz paritário e é composto exclusivamente por pessoas brancas.

Vera Baroni, coordenadora da Setorial de Mulheres do Mandato Liana Cirne

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem