Ticker

6/recent/ticker-posts

Gravatá | Após impetração de Mandado de Segurança, Justiça intima vereadores e dá prazo de 72h para manifestação sobre polêmica envolvendo eleição da Mesa Diretora

Foto:  Câmara Municipal/Reprodução


Ismael Alves
politicanoforno@gmail.com
(81) 99139-7305


A Justiça, por meio da 2ª Vara Cível da Comarca de Gravatá, Agreste, intimou, ontem, terça-feira, 05, oito vereadores e a Câmara de Gravatá, sobre o imbróglio envolvendo a briga pela Presidência do Poder Legislativo.

A intimação é consequência do Mandado de Segurança impetrado por sete vereadores, entre eles, Luis Prequé (PSD), que protagoniza, já na esfera judicial, uma disputa com o vereador Léo do Ar (PSDB) em torno do cargo de chefe maior do Legislativo. 

A confusão teve início na última sexta-feira, 01 de Janeiro deste ano, durante eleição interna da Mesa Diretora. Léo do Ar, Prequé e Nino da Gaiola (PP) concorreram ao cargo de presidente. Nino teve apenas o próprio voto, enquanto Léo e Prequé, empataram em 7 x 7.

Prequé, de 70 anos, sairia vencedor no critério de desempate, entretanto, Léo do Ar, de 41, parlamentar que conduziu a sessão por ter sido o mais votado do pleito eleitoral, deu por anulado os votos recebidos por Prequé, sob a justificativa de inaptidão do seu concorrente em votar e ser votado, devido a não entrega de documentos obrigatórios para a posse do cargo de vereador, o que segundo ele, não teria acontecido no prazo legal exigido pelo Regimento Interno, versão que é contestada por Prequé.

Com o desfecho da eleição interna, Léo do Ar seguiu na condução da Câmara Municipal. O parlamentar já preside a Casa Vereador Elias Torres a dois biênios consecutivos, além desta atual Legislatura já iniciada.

Com o caso judicializado por Prequé e demais vereadores que o apoiaram na disputa, o caso deverá ter novos desdobramentos após a manifestação dos impetrados intimados. O processo público de n° 0000002-31.2021.8.17.2770 segue em tramitação. 


Autores da ação:

Adeildo do Abacaxi (MDB), Neném de Uruçu (PV), Cabritinha (PSB), Zé da Saúde (PSB), Nego Suíno (PSB), Luis Prequé (PSD) e Leandro do Transporte Alternativo;

Órgão e vereadores impetrados:

Câmara Municipal, Léo do Ar (PSDB), Bruno Sales (PSDB), Gil Dantas (PSDB), Leo Giestosa (PTB), Regi da Compesa (PSL), Tadeuzinho (PSDB), Tonho da Rodoviária (PBT) e Nino da Gaiola (PP).


Prequé notificado pela Câmara para tomar posse


Na terça-feira, 05, o site Pernambuco Notícias informou que Luis Prequé foi notificado por meio de "telegrama urgente" enviado pela Câmara Municipal, no mesmo dia, para que o político apresentasse documentação para tomar posse do cargo de vereador, sob pena de ser o suplente empossado em caso de não entrega. Nesta quarta-feira, 06, o mesmo site noticiou que o notificado enviou documentação para a sede do Poder Legislativo Municipal.


Intimação da Justiça para os vereadores impetrados no Mandado de Segurança.
 Clique para ampliar