Recife | Governo intensifica fiscalização em bares após aumento de casos de covid-19; quatro foram interditados na madrugada de hoje

Foto: Procon-PE/Divulgação


Ismael Alves
ismaelgravatafm@gmail.com
(81) 99139-7305


G1 - Quatro bares foram interditados na madrugada deste sábado, 5,  em uma fiscalização do Procon de Pernambuco e outros órgãos estaduais e da prefeitura do Recife. Segundo o Procon, dois dos estabelecimentos desrespeitaram o protocolo de combate à Covid-19, com registro de aglomeração de pessoas.

Na quinta-feira, 3, o governo do estado anunciou que iria intensificar a fiscalização de bares devido ao aumento dos novos casos de pessoas com o coronavírus. Na mesma ocasião, foi informado que Pernambuco não iria aumentar para até 1,5 mil o público permitido em eventos, como previsto anteriormente pelo plano de flexibilização, pelo mesmo motivo.

Dois dos estabelecimentos interditados neste sábado, 5, ficam em Boa Viagem e dois no Bairro do Recife. A ação teve a presença do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife, Vigilância Sanitária e guarda municipal ambiental.

Em um dos bares, que funciona também como uma boate, no Bairro do Recife, o Procon identificou aglomeração de pessoas, consumidores circulando sem máscara e fazendo consumo de bebida e de comida em pé, o que é vetado pelo protocolo de prevenção à Covid-19. Além disso, segundo os fiscais, na entrada não era fornecido álcool 70%.

O outro bar, na Zona Sul, já tinha sido interditado pelo órgão de defesa do consumidor no dia 7 de novembro e estava funcionando além do horário permitido, além de ter aglomeração dentro e na frente do estabelecimento, apontou o Procon.

Já um outro local no Bairro do Recife foi interditado pelo Corpo de Bombeiros e pela Dircon por não ter alvará de funcionamento e também porque a saída de emergência estava obstruída e não havia extintores.

O quarto bar foi interditado na Zona Sul porque os extintores estavam vencidos e não havia projeto em caso de incêndio, fora irregularidades encontradas pela Vigilância Sanitária, ainda de acordo com o Procon.

O Procon informou que os locais interditados pelo órgão serão notificados a apresentar defesa, que deve ser analisada e julgada, para então ser estabelecida uma multa. Os estabelecimentos só serão desinterditados ao fim desse processo.

Os consumidores que presenciarem irregularidades podem fazer denúncias ao Procon pelo telefone 0800.282.1512 e também enviar vídeos e fotos para o WhatsApp (81) 3181.7000.

Siga nossas redes sociais

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem