Ticker

6/recent/ticker-posts

OMS diz não haver necessidade de grande alarme sobre nova cepa do coronavírus




Ismael Alves
ismaelgravatafm@gmail.com
(81) 99139-7305


Reuters - Autoridades da OMS até colocaram uma luz positiva sobre a descoberta de novas variantes que levaram uma série de países alarmados a imporem restrições de viagem ao Reino Unido e à África do Sul, dizendo que novas ferramentas para rastrear o vírus estavam funcionando.

“Temos que encontrar um equilíbrio. É muito importante ter transparência, é muito importante dizer ao público como é, mas também é importante deixar claro que isso é uma parte normal do desenvolvimento do vírus”, afirmou Mike Ryan, principal especialista em emergências da OMS, em um briefing online.

“Ser capaz de rastrear um vírus tão de perto, tão cuidadosamente, cientificamente em tempo real é um desenvolvimento realmente positivo para a saúde pública global, e os países que fazem esse tipo de vigilância devem ser elogiados.”


Mencionando dados do Reino Unido, as autoridades da OMS disseram não ter nenhuma evidência de que a variante deixasse as pessoas mais doentes ou fosse mais letal do que as cepas existentes da Covid-19, embora parecesse propagar-se de forma mais fácil.

Os países que impuseram restrições às viagens agiram com muita cautela ao avaliar os riscos, disse Ryan, acrescentando: “Isso é prudente. Mas também é importante que todos reconheçam que isso acontece, essas variantes ocorrem.”

Autoridades da OMS disseram que as mutações do coronavírus têm sido muito mais lentas do que as apresentadas com a gripe e que mesmo a nova variante do Reino Unido permanece muito menos transmissível do que outras doenças, como a caxumba.