Coluna especial • Eles, o 7 e o Recife - Por Ismael Alves





Ismael Alves
ismaelgravatafm@gmail.com
(81) 99139-7305



De acordo com a numerologia, o numeral 7 representa espiritualidade. Já na sabedoria popular, o mesmo número também tem significado positivo pelo fato de representar os dias da semana e as cores do arco-íris. 


No cristianismo retrata plenitude, perfeição e o fundamento da palavra de Deus. Na Bíblia sagrada, por exemplo, o 7 é citado mais de 800 vezes, sendo, mais de 50 somente no livro de Apocalipse. Foi com 7 mergulhos no Rio Jordão que Naamã ficou curado das chagas. 


O 7 só não está bem na fita lá para as bandas do Recife, capital pernambucana. O número que representa a soma das vitórias consecutivas do PSB, sendo 3 vezes na prefeitura do Recife (Geraldo Júlio - 2012, 2016 e João Campos 2020) e 4 no Governo do Estado (Eduardo Campos - 2006, 2010 e Paulo Camara em 2014 e 2018), o 7 é também o número de vezes que a Polícia Federal bateu ponto no Palácio Senador Antônio Farias, ou simplesmente, prefeitura do Recife. 


A mais recente das vezes aconteceu ontem, quinta-feira, 10, durante deflagração da Operação Articulata, que investiga desvios de recursos públicos durante a pandemia.


Outras operações levaram a polícia Federal ao mesmo endereço nesses recém completos 8 meses de pandemia. Depois de Casa de Farinha e Casa de Papel, nem seria exagero apelidar a Prefeitura de Casa de mãe Joana, mas também não seria justo, afinal, está mais para ser casa da mãe de João. 


Por falar em João, nessa sequência dos 7 mandatos do PSB, ele quem assumirá o comando da prefeitura do Recife a partir de Janeiro de 2021, graças ao resultado alcançado no dia 29 de Novembro, no segundo turno das Eleições deste ano. Só não pinta o 7, João. Por favor!



Siga nossas redes sociais

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem