Justiça Eleitoral determina que Facebook remova pesquisa falsa que beneficia Padre Joselito; perfil terá que publicar Direito de Resposta de Joaquim Neto



Ismael Alves
ismaelgravatamf@gmail.com
(81) 99139-7305


Uma decisão proferida pelo Juiz da 030ª Zona Eleitoral de Gravatá, Dr. Luiz Célio de Sá, na segunda-feira, 02, determinou a remoção imediata de uma pesquisa falsa, publicada no Facebook, através de um perfil denominado 'Revista Total PE', por prática de propaganda eleitoral irregular que beneficiava o candidato a prefeito Padre Joselito (PSB).

O suposto estudo, "equiparado a pesquisa", foi publicado no Facebook no dia 27 de Outubro, favorecendo, indevidamente, o candidato socialista. Na legenda da publicação, a frase afirmando que Joselito terá "vitória esmagadora com grande diferença de votos contra Joaquim Neto", atual prefeito e candidato à reeleição pelo PSDB, não apresentava elementos técnicos e para embasamento da informação.

De acordo com a Justiça Eleitoral, segundo consta na decisão do Magistrado, o conteúdo publicado tem "origem tecnicamente não comprovada" e a pesquisa não está "devidamente registrada, sendo inteiramente inverídica". O Facebook foi notificado a remover o post no prazo de 24 horas. O perfil responsável pela publicação, denominado 'Revista Total PE', terá que publicar Direito de Resposta em favor do prefeito Joaquim Neto. 

Em caso de descumprimento, o responsável pela publicação, identificado no processo como Marcelo Mesquita, pagará multa diária de R$ 1.000,00. A Justiça Eleitoral ainda exigiu que o Facebook forneça seus dados pessoais. As informações desta matéria estão nos autos do processo n° 0600742-05.2020.6.17.0030.




Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem