Gravatá | De Conselheiro Tutelar a prefeito: a meteórica ascensão do Padre Joselito na política



Ismael Alves
ismaelgravatafm@gmail.com
(81) 99139-7305


Em 06 de Outubro de 2019, Joselito Gomes (PSB), ou simplesmente, Padre Joselito, era eleito o conselheiro tutelar mais votado de Gravatá, Agreste, com 1826 votos. 

Apesar da aparente razoabilidade dos números, quando divididos por 5, quantidade de candidatos que cada eleitor pode votar, significa que o Padre Joselito foi abonado por apenas 365 pessoas. 

Dentro de um universo de mais de 67.200 votantes, em percentual, sua votação corresponde a aproximadamente 0,5% do eleitorado do município. 

No dia 10 de Janeiro de 2020, Joselito tomou posse do cargo durante cerimônia realizada no Gabinete do prefeito Joaquim Neto (PSDB).  

A presença do padre já causava desconforto em alguns aliados do gestor, mas a maioria preferia menosprezá-lo, duvidando do seu potencial.

Parecia até utópico imaginar Joselito, neófito na política, enfrentando o veterano Joaquim Neto, com três mandatos de prefeito e fama de 'duro na queda'. 

Aquilo que muitos subestimavam, aconteceu. Joselito foi candidato a prefeito pelo PSB e contou com um fator que alavancou ainda mais sua campanha: a união das lideranças oposicionistas de Gravatá. 

Em uma campanha acirrada do início ao fim, Joaquim fez tudo o que podia para sagrar-se vitorioso, mas a expectativa criada no Padre Joselito fez a população gravataense querer um prefeito novo. 

Joselito foi eleito com 26.909 votos contra 20.508 de Joaquim Neto. Com o resultado, o neófito desbancou o experiente.

Em Janeiro de 2021, Joselito estará no Gabinete do prefeito mais uma vez. Diferente de 10 de Janeiro de 2019, quando tomou posse como conselheiro tutelar, desta vez é Joselito quem terá o poder empossar, aliás, estará no seu gabinete. 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem