Cumaru | Inelegibilidade de Eduardo Tabosa resultou em 4.051 votos anulados sub judice




Ismael Alves
ismaelgravatafm@gmail.com
(81) 99139-7305


Dos 12.399 votos computados no município de Cumaru, Agreste, no último Domingo (15), apenas 8.348 tiveram validade. O resultado é fruto da anulação de 4.051 votos que foram atribuídos ao então candidato Eduardo Tabosa, que manteve campanha nas ruas mesmo após ter o pedido de registro de candidatura impugnado pela Justiça Eleitoral. Seu impedimento de concorrer ao pleito é fruto de  enquadramento na Lei da Ficha Limpa.

No cenário final, Mariana Medeiros (PP) foi reeleita prefeita com 5.025 votos sobre a atual vice-prefeita Nadjane Peixoto (Cidadania), que obteve 2.815 votos. Um total de 2.210 votos separaram Mariana de Nadjane na corrida eleitoral. 

Além dos votos de Eduardo, foram registrados outros 387 votos nulos e 143 votos brancos. Um total de 2.936 votantes deixaram de comparecer às urnas.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem