Cortês | Ex-secretária denuncia irregularidades na Educação e reafirma que gestão municipal está gastando o precatório dos professores de forma indevida


Ismael Alves
ismaelgravatafm@gmail.com
(81) 99139-7305


Em uma nova live realizada pela ex-secretária municipal de Educação de Cortês Rozivania Nascimento, na última Sexta-feira, 07, diversas irregularidades existentes na educação do Município foram denunciadas. 

A professora, que conduziu a Secretaria de Educação até o mês de Março deste ano, reafirmou que o estopim para seu pedido de exoneração foi o descontrole de gastos da prefeitura sobre o precatório dos professores. 

De acordo com Rozivania, o recurso que deveria ser particionado entre os professores está sendo utilizado para custear "obras maquiadas". Em outra live, a ex-secretária já havia alertado sobre o uso indevido da verba.

Apesar dos gastos exorbitantes da prefeitura com supostas reformas, os prédios escolares apresentam precariedade e alguns chegam até a representar risco  aos estudantes. 

Revelando desatino da gestão municipal, uma das escolas que havia recebido melhorias com recursos do FNDE passou a sediar a Secretaria de Educação, enquanto os alunos foram transferidos para outra escola com condições inseguras. 

Gastos com dedetização

Um ponto que também chamou a atenção na live de Rozivania foi o gasto da prefeitura com dedetização das escolas e limpeza de fossas. De acordo com a ex-secretária, esses serviços já consumiram o montante de "meio milhão de reais" dos cofres públicos de Cortês. Na contramão dos gastos, há escolas que estão empestadas por morcegos e as fezes dos animais "caem sobre os estudantes". 

Falta merenda

A merenda escolar foi uma das pautas abordadas por Rozivania. Apesar da pandemia os recursos para a aquisição da merenda escolar continuam chegando, mas durante os quase quatro meses sem aula a prefeitura só entregou uma "mini-cesta" para os alunos. "O recurso da merenda está indo para onde, ficando com quem?", questionou. 

Evasão escolar

O número de estudantes na rede municipal de ensino diminuiu de forma significativa ao longo dos anos. De acordo com dado apresentado por Rozivania, Cortês tinha 3.491 alunos em 2014, enquanto em 2019 o quantitativo caiu para 2.685. 

A ex-secretária advertiu que os recursos do FUNDEB chegam de acordo com o número de alunos e que a evasão escolar acarretará diminuição de repasses para a educação. 

Denúncia

Rozivania garantiu que suas denúncias não se limitarão às lives e serão apresentadas aos órgãos competentes. O prefeito Reginaldo Morais (PP) já enfrenta denúncias sobre irregularidades na educação e outras pastas municipais. O autor das denúncias é o atual vice prefeito Dr. Eduardo Farias (PSB). 

Pré-candidata 

Com um amplo histórico de atuação em defesa dos direitos de professores e estudantes, Rozivania pretende disputar uma vaga na Câmara Municipal nas eleições deste ano. Aliada ao pré-candidato  a prefeito Geninho (PSB), sua postura de credibilidade já a põe em evidência na pré-campanha. (Clique aqui e confira a live completa)


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem