Cortês | Live semanal de Geninho e Dr. Eduardo Farias abordará "Educação na Pandemia"


Ismael Alves
(81) 99139-7305


O bate-papo online semanal que reúne o ex-prefeito Geninho Santos (PSB) e o atual vice-prefeito Dr. Eduardo Farias (PSB), ambos, de Cortês, Mata Sul, já tem tema definido para esta semana: Educação na pandemia.

A live, que costumeiramente acontece todas as Terças-feiras, terá início às 21h00 e foi confirmada através de publicação no perfil de Geninho, na rede social Instagram. A transmissão ocorre e forma simultânea no Facebook e Instagram, nos perfis de Geninho. 

Na última Terça-feira, 23, Geninho e o Dr. Eduardo Farias abordaram transparência pública, efeitos da corrupção na pandemia e a retomada das atividades econômicas.

Transparência

A prefeitura de Cortês tem enfrentado uma série de denúncias de autoria de Eduardo Farias, devido falta de transparência. Recentemente, o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) determinou, por meio de medida cautelar expedida pelo Relator Carlos Neves, a suspensão de várias licitações da prefeitura, além de requerer adequação imediata do Portal da Transparência Municipal, em especial, sobre gastos relacionados ao coronavírus. 

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) também se manifestou por meio de recomendação publicada no Diário Oficial do dia 15 de Junho, determinando a aplicação das devidas adequações  ao Portal da Transparência no prazo de cinco dias. 

O Procurador do Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO) Cristiano Pimentel, afirmou procedência das denúncias apresentadas pelo vice-prefeito Eduardo Farias, durante recente entrevista ao jornalista Adriano Roberto, no programa Ponto de Vista. Durante participação do rádio, Pimentel falou sobre a necessidade de atualização do Portal da Transparência.

Sagres pendente

A ineficiência da gestão municipal no requisito de transparência levou o TCE  a intimar o prefeito Reginaldo Morais devido a falta de atualização do Sistema Sagres. Além dele, outros 221 gestores - prefeitos ou responsáveis por órgãos municipais - foram notificados para atualizar as informações no prazo de 30 dias. A informação foi publicada aqui no blog.  




Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem