Bolsonaro prorroga benefício emergencial e destaca papel do Congresso e da equipe econômica


Ismael Alves
(81) 99139-7305


Reuters - O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto nesta terça-feira para prorrogar o auxílio emergencial aos chamados vulneráveis e destacou a “sensibilidade” do Congresso Nacional e da equipe econômica.

A assinatura do decreto de prorrogação do benefício por dois meses ocorreu em cerimônia no Palácio do Planalto, que contou com a presença dos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e de vários ministros, dentre eles o da Economia, Paulo Guedes.

“É um dinheiro que não é meu. É um dinheiro que é de todos nós brasileiros que pagamos impostos. E só foi possível graças à sensibilidade de nossos ministros, tendo à frente o Paulo Guedes, bem como do Parlamento brasileiro, que votou de forma rápida essa questão porque eles tinham pressa”, disse o presidente na cerimônia.

“Obviamente isso tudo não é apenas para deixar a economia funcionando, viva, mas também para dar o sustento a essas pessoas.”

Bolsonaro aproveitou para manifestar o desejo que a economia já esteja mostrando sinais de reação ao final do período de prorrogação do benefício para um retorno à “normalidade”.


 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem